No dia 23 de agosto, o Sport Insider promoveu uma live gratuita, liderada pelo jornalista esportivo Eduardo Tironi, sobre carreiras no mercado esportivo. O foco do papo foi o trabalho feito pelo Time Brasil em Tóquio, durante as Olimpíadas. Em especial por Júlia Fernandes, PMO da SISU Venture Partners, e Adriano Capra, Gerente de Patrocínio na Golden Goal — uma empresa SISU — , convidados do webinar.

Os dois entrevistados compartilharam suas trajetórias e os principais pontos que os levaram à realização do sonho de trabalhar em um mega-evento esportivo.

Veja o papo completo:

Conheça os participantes

Eduardo Tironi

O mediador dessa conversa é jornalista há quase 30 anos, sendo a maioria deles focados no esporte. Tironi cobriu as Copas do Mundo de 1998 (França), pelo Notícias Populares, e 2006 (Alemanha) pelo Diário Lance!, onde foi editor-executivo. Também passou sete anos como comentarista e editor-executivo na ESPN Brasil, tendo participado da cobertura da Copa do Brasil (2014) e da Olimpíada do Rio-2016 pelo canal.

“Comecei a trabalhar em 1992, na era pré-internet, quando, na verdade, os lugares onde um jornalista podia estar, basicamente, eram jornal, TV e rádio. Virei jornalista especialmente por três motivos: eu era bastante curioso. Adorava ler jornal, coisa que gosto de fazer até hoje. E gostava basicamente de música e futebol. Então, eu queria ser um jornalista em alguma dessas áreas”— Eduardo Tironi, falando sobre onde tudo começou.

Hoje, Eduardo Tironi é um dos jornalistas mais respeitados da indústria esportiva no Brasil.

Adriano Capra

O primeiro entrevistado, que foi aos Jogos de Tóquio, é Gerente de Patrocínios na Golden Goal. Desde 2014, quando foi chamado para trabalhar na Copa do Mundo, Adriano está dentro da indústria esportiva. O que mais chama atenção na sua carreira, é a mudança de rumo. Capra, antes de ser do mundo dos esportes, era da culinária. Trabalhou 5 anos como chefe de cozinha, e outros 15 como chefe executivo no desenvolvimento de produtos alimentícios de companhias aéreas.

“Eu tinha o sonho de fazer Publicidade e Propaganda, e então fui para fora para estudar inglês. Mas lá, me tornei chefe de gastronomia, o que me levou a preparar um jantar para a FIFA, anos depois, em 2014. Foi quando fui chamado para trabalhar na Copa. Já fazem 8 anos que não saio do esporte.”— Adriano Capra, contando sobre sua trajetória.

Hoje, Adriano Capra carrega em seu currículo diversas experiências, entre elas a participação em dois dos principais mega-eventos esportivos do mundo: Copa do Mundo e Olimpíadas.

Júlia Fernandes

A segunda entrevistada sobre a ida aos Jogos Olímpicos de Tóquio, ao contrário de Adriano, sempre esteve na indústra do esporte. Entrou na Golden Goal em 2017, como estagiária, e hoje é PMO da SISU Venture Partners.

“Eu costumava brincar ao dizer: ‘Não pisei em gramado nenhum, não sou Renato Gaúcho.’ Era focar e estudar. Eu só sabia que queria trabalhar no esporte.”— Júlia Fernandes, sobre como atingiu seu sonho de trabalhar com esporte.

Apenas quatro anos após sua entrada em 2017, Júlia já pode dizer que fez parte de uma Olimpíada.