A venda recorde da franquia do Denver Broncos por US$ 4,65 bilhões está impactando diretamente as avaliações das equipes da NFL. Após a confirmação da compra do Broncos pelo empresário norte-americano Rob Walton, a Forbes afirmou que o valor médio das equipes da NFL deve aumentar 12%, com base no valor que Walton propôs para garantir a aquisição da equipe.

Walton poderia ter garantido a equipe por US$ 4,2 bilhões, mas o empresário multibilionário – com um patrimônio líquido estimado em US$ 56,5 bilhões – queria acelerar o processo de aquisição da franquia. Esse valor de US$ 4,2 bilhões já seria 12% acima da estimativa de US$ 3,75 bilhões da Forbes para 2021 do valor da equipe de futebol americano sediada em Denver, Colorado.

Baseado no aumento de 12% anunciado pela Forbes, o valor médio do Denver Broncos aumentaria de US$ 3,5 bilhões para US$ 3,9 bilhões. Em 2021, os Broncos tiveram US$ 500 milhões em receita estimada – Walton pagou 9,3 vezes esse valor para garantir a propriedade da equipe.

Após anunciar um acordo com a Amazon para os direitos exclusivos de transmissão do “Thursday Night Football” a partir deste ano, a NFL expandiu seu relacionamento com o conglomerado de mídia canadense Bell Media, que continuará a ter direitos exclusivos da liga no Canadá.

O acordo plurianual contempla a transmissão de jogos da NFL em um canal francês e três canais ingleses. A Bell Media terá acesso ao “RedZone” (anteriormente exclusivo do DAZN) e aos novos jogos de segunda à noite. Já os direitos de transmissão digital do DAZN no Canadá expiram antes do início da próxima temporada da NFL.