O Tottenham está alegadamente avançando as discussões para um acordo de aproximadamente US$655,8 milhões pelos naming rights do Tottenham Hotspur Stadium construído em 2019 por $1,6 bilhões. 

De acordo com o Football Insider, o clube está buscando um acordo no valor de $32,8 milhões por ano por pelo menos 10 anos – um preço que as empresas não têm estado dispostas a pagar até o momento.  

Agora, uma empresa ainda não revelada negociou um acordo de 20 anos pelos naming rights do estádio, que tem uma capacidade de 62.000 espectadores. A Nike e a Amazon foram relatadas como as principais candidatas a um acordo em 2020.  

Alasdair Gold, correspondente do Tottenham disse que “não parece ser algo que está perto agora”, mas destacou que o clube tem falado com inúmeras partes interessadas. “Se eles pudessem de alguma forma conseguir concretizar algo antes do final do verão, poderia ser perfeitamente cronometrado para aumentar seus fundos de transferência”. 

Não está claro por quanto tempo a franquia seria capaz de resistir para garantir um negócio dessa magnitude.  

Em novembro, o Tottenham registrou um prejuízo de $106,9 milhões para seu orçamento fiscal de 2021. A dívida do clube aumentou de US$ 808,1 milhões para US$ 943 milhões depois de 2020. Os ganhos do Tottenham oriundos da UEFA para a temporada 2020-21 caíram de $68,4 milhões no ano anterior para $31,5 milhões. 

Apesar das perdas, a equipe foi capaz de aumentar suas receitas de TV e mídia em 93,4% chegando a US$ 246,3 milhões durante o ano.