Em sua mais recente reformulação de equipe no setor comercial, a FIFA anunciou Romy Gai como novo CBO (Chief Business Officer), em resposta à saída de Kay Madati, que solicitou seu desligamento por “motivos pessoas” após apenas 9 meses de trabalho como CCO (Chief Commercial Officer). Com a renúncia de Madati, a apenas sete meses da Copa do Catar, Gai chega para assumir o cargo de CBO da FIFA até o final de junho, durante o processo de transição da equipe comercial da Federação. 

Mais conhecido por sua experiência de 14 anos como executivo comercial e diretor de marketing da Juventus, Gai chega à FIFA após 7 anos na AWE Sport International Group, empresa de agenciamento e consultoria esportiva que ele cofundou em 2015. Após a sua saída do clube italiano em 2006, ele também atuou como chefe executivo do Campeonato Emiradense de Futebol (UAE Football League).  

Ele assume o cargo de CBO, vago desde a saída de Simon Thomas no final de 2020. Thomas, ex-diretor executivo da agência Team Marketing, substituiu Philippe Le Floc’h em 2019, mas ficou no cargo por apenas 12 meses.

A notícia vem na mesma semana em que a plataforma de gerenciamento de pequenas empresas Xero foi nomeada como a segunda ‘Parceira de Futebol Feminino da FIFA’ e que a FIFA lançou seu serviço de streaming gratuito e financiado por anúncios, FIFA+, que transmitirá mais de 40.000 partidas internacionais e de clubes ao vivo por ano, além de documentários e outros conteúdos. 

Fatma Samoura, secretária geral da Fifa, descreveu o lançamento do serviço FIFA+ como um testemunho do trabalho de Madati e de toda a equipe que Gai comandará na divisão comercial da Fifa. “Estou ansioso para garantir que nossa equipe comercial desempenhe um papel substancial para garantir que a entidade máxima do futebol mundial esteja no centro de todos esses importantes desenvolvimentos de negócios, para beneficiar nosso esporte globalmente”, declarou o novo CBO da federação.