O comissário da National Hockey League (NHL), Gary Bettman, declarou que a liga deve gerar uma receita recorde nesta temporada, arrecadando pelo menos US$ 5,2 bilhões. Em seu discurso anual sobre a NHL antes do jogo 1 da final da Stanley Cup, no dia 15 de junho, Bettman creditou o recorde de receita ao aumento na audiência da TV. Uma média de 6,28 pontos foram registrados durante a temporada regular, a maior desde 1992-93.

Bettman acrescentou que US$ 5,2 bilhões é uma estimativa conservadora, mas o número já representa um salto significativo em relação à receita de US$ 4,6 bilhões da última temporada completa da NHL, em 2018-2019. A liga também está captando mais receita graças ao acordo de direitos de transmissão no valor de US$ 1 bilhão com a ESPN e a Turner Sports, que começou nesta temporada após uma parceria de 16 anos com a NBC Sports. Os novos acordos de direitos de mídia totalizam mais que o dobro do que a liga vinha recebendo em seus acordos anteriores com a NBC e a ESPN.

“Em nossos playoffs este ano, as duas primeiras rodadas geraram 88% das receitas que fizemos nas duas primeiras rodadas na última vez que tivemos playoffs normais [em 2019]”, afirmou Bettman. O jogo de abertura deste ano teve uma média de 984.000 espectadores na ESPN, representando um sutil aumento em comparação ao primeiro jogo do ano passado, que registrou uma média de 972.000 espectadores na NBC.

Com o aumento da receita gerada pela NHL, o teto salarial da NHL deve crescer de US$ 1 milhão para US$ 82,5 milhões na próxima temporada.

No dia 15 de junho, a NHL anunciou a extensão do seu acordo de patrocínio com a Pepsi, o que faz com que a sua parceria tenha mais de duas décadas, porém a marca Gatorade não está incluída na extensão. Os termos financeiros do novo contrato não foram divulgados, mas o acordo anterior da dupla era entre US$ 10 milhões e US$ 15 milhões por ano.