Essa semana a Seleção Brasileira de Futebol entrou para o mercado de blockchain e criptoativos através do lançamento oficial de o seu fã token. A oferta aconteceu por meio da plataforma Bitci.com, parceira oficial de tecnologia blockchain da CBF para os próximos 3 anos, e a entrada da Seleção no cenário de NFTs de futebol foi um sucesso.

Foram listados 30.000.000 BFT (Brasil Fan Token) para compra, com um limite de 6.000 por pessoa, por aproximadamente R$3 cada. Mesmo com esse volume, os tokens esgotaram em menos de uma hora. Alguns especialistas acreditam que pode haver uma relação entre o sucesso das vendas e o bom momento vivido pela equipe olímpica no Japão.

A CBF promete, por meio de seus novos tokens, melhorar a relação com os fãs da Seleção Brasileira ao redor do mundo, oferecendo experiências, conteúdos e benefícios. O time do Brasil não é o primeiro a entrar na cena dos NFTs de futebol, com o lançamento da Seleção da França durante a Euro 2020, por exemplo, mas com certeza também não será o último.