Stephanie McMahon vai substituí-lo como presidente e co-chefe executivo da WWE, com o ex-presidente da organização Nick Khan também a bordo como co-chefe executivo.

A aposentadoria de McMahon vem logo após um relatório do Wall Street Journal em 8 de julho, que revelou que a diretoria estava investigando ele por mais de US$12 milhões que ele supostamente ofereceu a quatro ex-funcionários da WWE para silenciar as acusações de má conduta sexual.

Em junho, depois de um relatório anterior do WSJ a respeito de um acordo secreto de US$ 3 milhões com um ex-assistente jurídico da WWE, McMahon anunciou pela primeira vez que estava se afastando de seu papel de presidente e chefe executivo. No entanto, naquele momento, McMahon pretendia continuar em um papel criativo com a WWE.

“Ao me aproximar dos 77 anos de idade, sinto que é hora de me aposentar como presidente e chefe executivo da WWE”, disse McMahon em uma declaração oficial divulgada pela WWE.

Ao longo dos anos, tem sido um privilégio ajudar a WWE a trazer-lhe alegria, inspirá-lo, entusiasmá-lo, surpreendê-lo, e sempre entretê-lo.

Nossa audiência global pode se consolar em saber que a WWE continuará a entretê-lo com o mesmo fervor, dedicação e paixão de sempre. Estou extremamente confiante no sucesso contínuo da WWE, e deixo nossa empresa nas mãos capazes de um grupo extraordinário de Superstars, funcionários e executivos – em particular, tanto a presidente e co-chefe executiva Stephanie McMahon como o co-chefe executivo Nick Khan.

Como acionista majoritário, continuarei a apoiar a WWE de todas as maneiras possíveis. Meus agradecimentos pessoais à nossa comunidade e parceiros comerciais, acionistas e conselho de administração por sua orientação e apoio ao longo dos anos. Então. Agora. Para sempre. Juntos’.