O consórcio adquiriu 55% da La Dea, a holding que detém 86 por cento da Atalanta, com a família Percassi mantendo uma participação minoritária de 45 por cento. O acordo avalia o clube da Série A em 500 milhões de euros, segundo a Reuters.  

Pagliuca irá compartilhar o controle do clube com o proprietário cessante como novo co-presidente da Atalanta, enquanto Antonio Percassi continuará como presidente e Luca Percassi continuará como chefe executivo do clube.  

Pagliuca, o presidente do grupo de investimento Bain Capital, é o mais recente investidor norte-americano na Série A. A empresa sediada em Bergamo se une a Genoa, AC Milan, Fiorentina, Spezia, AS Roma e Venezia para ter apoiadores norte-americanos.  

Pagliuca disse: “Atalanta e os Boston Celtics compartilham os mesmos valores esportivos: espírito de equipe e um vínculo único com seus fãs e comunidades. 

“Acreditamos que a família Percassi construiu bases muito sólidas sobre as quais trabalhar em conjunto para um fortalecimento global da marca, com o objetivo de incentivar uma maior diversificação e crescimento da receita, permitindo que o clube se torne cada vez mais competitivo em escala italiana e internacional”. 

Tendo subido da Série B para a Liga dos Campeões da Uefa sob a orientação dos antigos proprietários nos últimos dez anos, a família Percassi vê a aquisição como uma forma de expandir a marca Atalanta internacionalmente. 

“Minha família e eu aproveitamos esta oportunidade para fazer parceria com um grupo que compartilha nossa visão para continuar o crescimento e o sucesso de nossa equipe, escolhendo permanecer comprometidos com o clube que, nos últimos dez anos, apresentou resultados excepcionais, que talvez ninguém esperasse de uma chamada ‘provinciale'”, disse Antonio Percassi.