Estão abertas as inscrições para a 21ª turma do Fifa Master – Mestrado Internacional em Administração, Direito e Humanidades do esporte. Considerado o melhor mestrado do mundo na indústria do esporte, o curso é organizado pelo Centro Internacional de Estudos Esportivos (CIES) em parceria com a Universidade de Montfort, em Leicester (Inglaterra); a Escola de Administração SDA Bocconi, em Milão (Itália) e a Universidade de Neuchâtel (Suíça).

Investimento alto

Para concorrer a uma vaga, o candidato deve preencher o formulário de aplicação até o dia 10 de US$ 25 mil. E os organizadores estimam que sejam necessários pelos menos US$ 26 mil adicionais para cada aluno se manter com hospedagem e alimentação nos 11 meses de estudo que passam por três países diferentes.

Retorno garantido

Ao longo de 20 anos, mais 500 alunos de mais de 100 nacionalidades diferentes foram graduados no Fifa Master. E nada menos que 90% deles trabalham atualmente na indústria do esporte. O impacto do programa atinge todos os continentes e nações. Atualmente, ex-alunos do mestrado estão trabalhando para organizações diversas, como a própria Fifa, Comitê Olímpico Internacional (COI), Federação Equestre Internacional (FEI), UEFA, Federação Italiana Giuoco Calcio (FIGC), NBA, FC Barcelona e Manchester City FC.

Exemplo de um brasileiro formado no Fifa Masters

CEO da SISU Venture Partners, Carlos Eduardo Ferreira foi o único brasileiro selecionado para a turma de 2002/2003 do Fifa Master. Após se formar, ele voltou ao Brasil para empreender e fundou a empresa Golden Goal, em 2004. Em 2011, vendeu o controle da empresa para a britânica CSM, com a qual entrou nos grandes eventos como Copa do Mundo e Jogos Olímpicos.

Recentemente, em 2018, numa operação estruturada em conjunto com a WSquare Capital, a empresa foi recomprada e passou a se chamar SISU Venture Partners, uma holding que tem em seu portfólio inicial as empresas Golden Goal, Feng e Be Interactive.

“Tenho grandes amigos e criamos uma relação, porque com o Fifa Master, passamos três meses num país, três em outro. E acabamos nos unindo. Quando eu me casei, doze anos atrás, noventa por cento da minha sala, de dezessete nacionalidades, estava na festa. Estou formado há dezesseis anos e nos encontramos todos os anos. E conforme o grupo de formados vai aumentando e maturando, a gente vai encontrando as pessoas e os negócios vão surgindo. Como membro do Fifa Master, você meio que faz parte de uma família. Não tem um país que eu vá que não exista alguém que tenha feito o Fifa Master e que a gente não possa conversar. E dessas conversas, muitas vezes, pode surgir um negócio”, afirmou Cadu.